Notícias

  • /
  • Notícias /
  • CATEGORIA MIRIM DO ITARARÉ É VICE-CAMPEÃ DO REGIÃO /2019
CATEGORIA MIRIM DO ITARARÉ É VICE-CAMPEÃ DO REGIÃO /2019
images

Nesse domingo (04/08) aconteceu a decisão do Campeonato Regional / 2019 – Categoria mirim, entre Ubaense x Itararé, a partida foi disputa no Campo do Ubaense, com um excelente público, no mesmo local tivemos a decisão da Categoria Infantil entre Ubaense x Olaria.
Na primeira partida em Tocantins, aconteceu um empate em 1 x 1, com esse resultado, um novo empate teríamos a decisão nos pênaltis, ou quem vencesse conquistava o título de Campeão Regional/2019, promessa de jogão de bola.
E quem lá esteve presente, viu foi mesmo um jogão, logo no início da partida, o goleiro Breno do Itararé, mostrou que estava muito confiante, e realizou uma linda defesa, numa chance perigosa do Ubaense.
O Itararé se impôs no jogo e dominou as ações, só dava Tubarão no jogo, com o atacante Guru em manhã inspirada, dando um trabalho tremendo a defesa do Ubaense, até que por volta dos 20 minutos de jogo, Guru recebeu na ponta esquerda, tabelou com Enzo, que chuto forte para defesa parcial do goleiro do Ubaense, mas no rebote, Lucas JF não perdoou e abriu o placar para o Itararé.
A garotada do Itararé manteve a mesma postura e criou outras oportunidades, mas não chegando ao gol, terminando a primeira etapa com o resultado de Ubaense 0 x 1 Itararé.
No intervalo o técnico Clebinho pediu a mesma postura, pois sabia que o Ubaense viria para o “abafa” logo no início, e foi isso que aconteceu, o zagueirão Ítalo do Ubaense, recebeu uma bola sozinho e empatou a partida, colocando mais fogo no jogo.
O Ubaense cresceu no jogo com o gol, mas o Itararé mantinha também uma forte resistência no setor defensivo, uma disputa acirrada, um jogo digno de final, com quaisquer uma das equipes com grande potencial para conquistar o título.
Já quase no término da partida, um lance capital, e a partida que vinha sendo disputada de forma tranquila e com muito equilíbrio, foi atrapalhada pela figura do trio de arbitragem, um pênalti a favor do Itararé, claríssimo, mão do zagueiro do Ubaense dentro da área (vídeo feito do jogo comprovando o fato) onde o árbitro da partida, de frente ao lance mandou o jogo seguir. O técnico Clebinho ficou desesperado com a não marcação da penalidade, que naquela altura do jogo poderia ser o gol do título.
O jogo já ia dando sequência, e novamente a arbitragem apareceu de forma negativa, o auxiliar Valdelino de Souza Coutinho, que estava do outro lado do banco de reservas, chamou pelo rádio o árbitro do jogo e expulsou o técnico Clebinho, alegando que o mesmo tinha feito gesto de roubo.
O clima ficou nervoso dentro de campo, duas atitudes da arbitragem conseguiram manchar a decisão, as duas equipes voltaram para o jogo, no último minuto do tempo regulamentar o Ubaense chegou ao gol da virada com Emanuel, o árbitro Arnaldo deu 4 minutos de acréscimos, o Itararé foi para o tudo ao nada, e quase chegou ao empate novamente, mas infelizmente ficou nisso mesmo o placar – Ubaense 2 x 1 Itararé.  
A garotada do Itararé, foi derrotada, mas “caiu de pé”, realizou um grande jogo, uma campanha excelente, o goleirão Breno levou o troféu de melhor defesa, agora é pensar nas próximas competições.
Ubaense nota 10, pela conquista do título e pela receptividade de toda a direção e comissão técnica, Itararé nota 10 pela luta, integra e dedicação durante toda a competição, marcada com uma excelente campanha, LAU – Liga Atlética Ubaense nota 10, por organizar uma competição, ser flexível na questão de datas, entendendo o lado das equipes, Arbitragem da Final nota 0, tinha tudo para coroar a participação na competição com grande êxito, porém querendo ser atores principais do jogo e não coadjuvante, estragaram a decisão.

Comentários:
Patrocinadores
Sincronia
Radical